• Minimanual virtual Planserv
  • Cadastro de Mídias na Secom

Noticias

20/07/2017 16:30

PRODUTORES DE BANANA PARTICIPAM DE PALESTRA SOBRE O ATAQUE DO ÁCARO-VERMELHO-DAS-PALMEIRAS

PRODUTORES DE BANANA PARTICIPAM DE PALESTRA SOBRE O ATAQUE DO ÁCARO-VERMELHO-DAS-PALMEIRAS


Detectado no Perímetro Irrigado de Mirorós, o ácaro-vermelho-das-palmeiras (Raoiella indica) é uma grande preocupação para os produtores de banana do município de Ibipeba.

Para tentar intensificar o combate a praga, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia - ADAB, órgão vinculado a Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura - SEAGRI, realizou o 1º Encontro Técnico para debater soluções voltadas à redução dos índices de infestação e medidas de contenção, com ênfase na cultura da banana (Musa spp.).

O encontro contou com a presença da pesquisadora da Embrapa (Tabuleiros Costeiros) de Aracaju-SE, Drª. Joana Ferreira, que ministrou palestra sobre o ácaro-vermelho-das-palmeiras e participou de visitação técnica a uma lavoura, onde foi confirmada a grande incidência da praga nos plantios do Perímetro Irrigado de Ibipeba.

Abrangendo a temática, foram discutidas as formas de prevenção à proliferação da praga que ataca culturas de elevada importância econômica e social. Para combater o problema, foi recomendado pulverizar as plantas com uma solução composta de óleo bruto de algodão, ou de coco, ou azeite de dendê, água e detergente neutro. As pulverizações deverão ser direcionadas para a face inferior das folhas, realizando-se inicialmente três aplicações com intervalos de 15 dias e, posteriormente, a cada 30 dias.
O ácaro-vermelho-das-palmeiras (Raoiella indica) é uma espécie exótica, representando uma ameaça aos cultivos de banana pelo seu elevado potencial reprodutivo, de dispersão e colonização, ausência de inimigos naturais e dificuldade para adoção de tratos fitossanitários. O ácaro pode se disseminar por meio da atividade humana, pelo transporte de material vegetal infestado, uso de implementos agrícolas e circulação de pessoas em áreas produtoras. Em condições naturais, a longas distâncias, os ácaros se espalham por meio do vento ou de insetos e aves que visitam as plantas ou, a curtas distâncias, caminhando em uma planta ou entre plantas próximas.


--
Wagner Machado
Assessoria de Comunicação
www.adab.ba.gov.br
noticia.ascom@adab.ba.gov.br
Para informações gerais sobre a ADAB, gentileza ligar: (71) 3116-8400
Para falar sobre assunto relacionado exclusivamente à Assessoria de Comunicação:
Tel./Fax: (71) 3116-8461



Fonte: ASCOM/ADAB-BA

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.