• Minimanual virtual Planserv

Noticias

23/11/2018 19:00

Representantes do Governo do Estado e Banco Mundial se reúnem em Salvador

Realizar um balanço do Acordo de Empréstimo firmado entre o Governo da Bahia e o Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD/Banco Mundial) foi principal objetivo da reunião realizada nesta sexta-feira (23), na capital baiana.

Para o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Wilson Dias, a intenção é apresentar o estágio atual do Bahia Produtiva: “Essa foi uma oportunidade de apresentar um balanço sobre a execução do projeto para a direção do Banco Mundial e, ao mesmo tempo, receber informações de como andam os demais projetos apoiados pelo banco em outros países”. Dias observou ainda que desse encontro surgiu também a possibilidade de planejar intercâmbios e de mostrar como o Bahia Produtiva pode contribuir com as demais iniciativas apoiadas pelo Banco, dentro e fora do Brasil.

O diretor da Prática Global de Agricultura e Segurança Alimentar para a África e Ásia do Sul, do Banco Mundial, Simeon Ehui, agradeceu pelo encontro e pela explicação a cerca do Bahia Produtiva: “Eu aprendi bastante, acho que vocês estão fazendo muito. Atingir 40 mil beneficiários é uma tarefa enorme. Eu espero poder voltar logo ao Brasil".

Durante o evento, foi realizada a apresentação do projeto, em todas as etapas de execução, como funcionam os editais e quais profissionais estão envolvidos nos processos de execução do projeto.

Bahia Produtiva

O Acordo de Empréstimo possibilitou a implantação do Bahia Produtiva, projeto executado pela CAR/SDR, que tem entre suas finalidades, garantir sustentabilidade e inclusão socioprodutiva a famílias de comunidades rurais baianas.

O projeto já lançou editais para a seleção de 853 projetos socioambientais e de apoio às cadeias da Apicultura e Meliponicultura, Bovinocultura de leite, Caprinovinocultura, Aquicultura e Pesca, Mandiocultura, Oleaginosas e Fruticultura, além de destinar recursos específicos para Povos Indígenas, Comunidades Quilombolas, Alianças Produtivas e Requalificação de Agroindústrias. A ação está atendendo mais de 32 mil famílias, desde 2015, com investimentos da ordem de R$ 288,6 milhões.

O encontro contou com a participação do assessor especial da CAR, Ivan Fontes e do tradutor e assessor técnico da Coordenação de Apoio aos Escritórios Territoriais (CAET), Paulo Henrique Muccini.

Fonte: ASCOM - SDR

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.