• Hemoba Prodeb

Noticias

18/03/2019 07:53

ADAB utiliza gestão eficiente e transparente

Transparência, compartilhamento de informação e qualificação da gestão. Itens primordiais para o crescimento e o desenvolvimento de qualquer empresa. E é assim que a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) vem atuando. Nos últimos dois anos, em uma parceria com o Governo do Estado, através da Secretaria de Agricultura, Irrigação, Pesca e Aquicultura (SEAGRI) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) a agência passa por um verdadeiro choque de gestão.

 

Através de números, é perceptível que mesmo com a redução no quadro de pessoal, a ADAB vem aprimorando a gestão dos recursos, alcançando os maiores índices da história da agência. Aumento na arrecadação, convênios e aplicação de recursos nas ações finalísticas. A evolução comprova que em 2016 a agência arrecadou, através das fontes próprias 136 e 147 (taxa de poder de polícia), pouco mais de R$ 12 milhões. Em 2017, foram arrecadados R$ 16 milhões e em 2018 os números chegaram a maior marca da história registrando uma arrecadação de R$ 19.814.949,92.

 

a

 

Além disso, essa marca promove um reflexo direto no aumento proporcional de arrecadação para os fundos, registrando também em 2018 a maior marca, conforme gráfico abaixo:

 

a

 

Outro dado que comprova o crescimento da arrecadação da agência é o convênio firmado entre a ADAB e o MAPA. Nesse quesito é indispensável o apoio das áreas técnicas na elaboração do plano de trabalho e a colaboração permanente para execução das metas. Em 2018, a agência atingiu o maior valor de captação de recurso deste convênio, R$ 4.812.705,00, para aplicação em investimentos e custeios. Além dos valores de contrapartida do Governo do Estado, ultrapassando mais de cinco milhões de reais.

 

a

 

E não basta apenas captar. A execução desses recursos é que de fato vai comprovar a eficiência da gestão. Em 2015, foi captado R$ 1.772.489,70 tendo sido executados R$ 547.796,61 representando um percentual de 31% de execução do valor captado. Seguindo essa linha, em 2016 foram captados R$ 1.409.297,96, com R$ 381.686,76 de execução (27%). Já em 2018, ano que teve maior índice de captação, foram executados R$ 3.368.924,18, comprovando assim, a qualificação da gestão com um percentual de 70% do valor captado nesse ano. Observe abaixo o comportamento de recursos aplicados em investimentos:

 

a

 

“É uma oportunidade para fazer um agradecimento a toda equipe que nos ajudou a alcançar esses resultados, desde os servidores que atuam na ponta, a área meio até os nossos diretores técnicos. O secretário de Agricultura, Lucas Costa, tem o conhecimento dessas informações, sabe dos nossos avanços e o quanto nós precisamos crescer. Eficiência de gestão faz parte das políticas públicas do Governador, Rui Costa, em proporcionar desenvolvimento aliado ao fortalecimento da defesa agropecuária”, ressaltou o diretor-geral, Bruno Almeida.

 

Por fim, de nada valeria todo esse esforço de gestão se essas ações não chegassem nas áreas finalísticas da agência (defesa animal, vegetal e de inspeção de produtos de origem agropecuária). Com esse novo modelo, houve um crescimento na aplicação de recurso para as atividades finalísticas passando de R$ 3.357.386,54 em 2015 para R$ 7.565.605,17 em 2018 (conforme gráfico abaixo).

 

a

 

Mesmo com todos esses avanços, a agência necessita de mais ações compartilhadas. Da busca por investimentos, qualificação dos servidores, contratação de profissionais. De continuar implementando, progressivamente, ações para a modernização e fortalecimento da agência.    

 

*Todos esses valores/informações estão registrados, através do Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças (FIPLAN), do Governo do Estado da Bahia. As consultas foram realizadas durante a primeira quinzena do mês de março/2019.

Fonte: ASCOM - ADAB

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.