• Campanha Febre Aftosa 2

Noticias

17/02/2021 16:39

Agronegócio avícola da Bahia é destaque na América do Sul

O agronegócio baiano já coleciona vultosos títulos em relação à qualidade, agora é a avicultura que recentemente figurou na lista de uma fornecedora internacional de aves de produção que indicou os 10 melhores produtores da América do Sul. A Mauricéa que atua no oeste da Bahia foi citada no quesito produtividade.

O matrizeiro, estabelecimento de aves de produção, teve destaque com o quantitativo de 4,5 milhões de ovos mensais. Os especialistas internacionais também avaliaram a postura comercial e frangos de corte e aves de reprodução, o que confere relevância ao Programa Estadual de Sanidade Avícola, coordenado pela ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia).


a  a



“Atuamos com medidas preventivas, no controle e vigilância das principais doenças, especialmente a Influenza Aviária e New Castle, Salmoneloses e Micoplasmoses”, explica a médica veterinária Kátia Pedroza, lotada no escritório da autarquia em Barreiras e que acompanha e orienta a produção do matrizeiro.

Foram citados pela americana COOB-Vantress os lotes de matrizes 83 e 84 distribuídos entre 2019 e 2020, ilustrando o adiantado estágio do rebanho avícola da Bahia.

Responsável técnica da Mauricéa, a veterinária Carina Tonhá, reforça o apoio da ADAB. “A agência tem nos dado suporte através das doutoras Kátia e Vanderlise que não medem esforços nos monitoramentos necessários, visando sempre a prevenção de possíveis doenças, desta forma, obtemos um status sanitário satisfatório na nossa Granja de Matrizes - Fazenda G.2, o que só influencia positivamente nos resultados de produção, e que, consequentemente nos levou ao reconhecimento da COBB."

O programa para controle e sanidade dos rebanhos, além da assessoria às empresas, reforça a bem sucedida parceria da ADAB com o segmento avícola.

“A gratidão dispensada pela empresa ao nos comunicar o destaque recebido, nos honra e muito, fazendo valer a dedicação visando o crescimento do agronegócio avícola de nosso estado, apenas no oeste, estão alojados 4,5 milhões de aves de corte”, ressalta Itamar Garrido, coordenador do Programa na Bahia.

Também no Território da Bacia do Rio Grande, a ADAB presta assessoria atualmente a um novo projeto para alojamento de pintinhos em granja do município de Riachão das Neves, com capacidade de alojar até 500 mil frangos de corte.

  “Trabalhar com sanidade avícola é muito satisfatório, pois é uma atividade que se desenvolve bastante, com inovações tecnológicas, profissionais comprometidos, e sempre contamos com apoio do setor produtivo na execução das ações de defesa sanitária”, reforça a veterinária Vaderlise Doblinski, que atua no escritório de Luís Eduardo Magalhães.


a  a

Fonte: ASCOM / ADAB

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.