• Campanha Febre Aftosa 2021.2
  • Geolocalização de Propriedades
  • CORONA VÍRUS

Noticias

06/10/2021 16:23

Adab intensifica ações de sanidade dos suínos

Até Junho de 2022 a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) vai intensificar ações de controle e fiscalização da suinocultura. A informação foi dada na tarde de ontem (5) durante apresentação do Plano Integrado de Vigilância de Doenças dos Suínos em reunião do Comitê Estadual de Sanidade dos Suínos, órgão criado em 2019. Conforme o documento a Agência vai realizar vigilância clínica em 149 estabelecimentos e sorologia em 188, totalizando 337 propriedades, granjas e outras criações de subsistência vistoriadas no período de um ano, em 25 territórios de identidade na Bahia. A estimativa da Adab é que sejam analisadas 2.800 amostras em 28 estabelecimentos tecnificados e 160 criações de subsistência. Depois desse período os técnicos e fiscais da Adab, junto com Ministério da Agricultura (MAPA), irão analisar os dados coletados nas amostras, avaliar as ações efetuadas e redirecionar atividades futuras.

 

Existem cerca de sete mil propriedades de suínos cadastradas no sistema de defesa da Agência, desde pequenas criações até granjas empresariais. “O importante é realizar a defesa sanitária com a segurança que o produtor precisa, mantendo os plantéis livres de doenças e o Estado com a certificação que garanta a continuidade da produção”, destacou o diretor geral da Adab, Oziel Oliveira.

 

Desde a criação do Comitê Estadual de Sanidade dos Suínos e com os novos focos de Peste Suína Clássica nos estados de Ceará, Piauí e Alagoas, a Adab intensificou as fiscalizações móveis e as vigilâncias em propriedades, com o objetivo de orientar, informar e alertar os produtores sobre as enfermidades que mais causam impacto na produção: a Síndrome Reprodutiva e Respiratória dos Suínos (PRRS), a Peste Suína Clássica (PSC), ainda exóticas no Brasil e, mais recentemente, a Peste Suína Africana (PSA). “Estamos trabalhando em três eixos básicos como o fortalecimento da capacidade de detecção precoce, o gerenciamento epidemiológico e a fiscalização do trânsito”, explicou o diretor de Defesa Animal da Adab, Carlos Augusto Spínola, acrescentando que as ações estão sendo concentradas em 16 municípios que fazem divisa com Piauí, Pernambuco e Alagoas, estados considerados Zona Não Livre para PSC.

 

Em função disso a Agência realizou, em 2019, 4.632 vigilâncias ativas em propriedades, 167 fiscalizações móveis e 162 ações de educação sanitária. “Em 2020, durante a pandemia da Covid-19, houve uma diminuição das atividades, mas conseguimos manter o sistema funcionando porque entendemos que nosso trabalho também significa saúde pública e temos responsabilidade com a sanidade da espécie para o desenvolvimento econômico da Bahia”, esclareceu o Coordenador do Programa Estadual de Sanidade dos Suínos, Rui Leal, informando que ano passado foram vistoriados 2.069 estabelecimentos, feitas 209 fiscalizações e 34 ações educativas. Até junho deste ano a Adab fiscalizou 1.471 propriedades, fez 106 fiscalizações móveis e 15 ações educativas. “O novo Plano Integrado de Vigilância em Doenças dos Suínos tem como objetivo, além da vigilância para a PSC, ampliar as fiscalizações para a PSA e PRRS”, finalizou Leal.



a



 

 

Ascom Adab 06/10/21

Tel: 3091-2044 / 99948-8385




Fonte: ASCOM / ADAB

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.