• Minimanual virtual Planserv

Controle da Mosca-das-frutas

Mosca das frutas

Não deixe a Mosca-das-Frutas se criar

O Governo do Estado, através da SEAGRI/ADAB e SDR, está promovendo a Campanha para Controle Populacional da Mosca-das-frutas na região norte da Bahia. Junte-se a nós e proteja o celeiro da fruticultura no Brasil, com destaque na produção e exportação de frutas frescas para os Estados Unidos, Japão, países do Mercosul e União Europeia. Os agricultores devem adotar as medidas fitossanitárias para controlar esta praga quarentenária, principal ameaça diante dos danos diretos causados à produção e às exigências para exportação.

A fruticultura do Vale do São Francisco é a principal atividade econômica da região Norte da Bahia e, se a mosca-das-frutas (Ceratitis capitata) não for combatida, pode sofrer com prejuízos de até R$ 1 bilhão. As consequências são a depreciação do produto, o aumento dos custos da produção, a perda de 240.000 empregos diretos no campo e dos mercados interno e externo. Diante disso, a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) estabeleceu medidas fitossanitárias no controle populacional da praga para os agricultores familiares da região do Submédio São Francisco, onde estão localizados os Distritos de Curaçá, Mandacarú, Tourão, Maniçoba e Salitre.

As medidas consistem no manejo cultural, biológico e químico, bem como a garantia às novas tecnologias e assistência técnica adequada para os pequenos produtores. 

O objetivo é orientar os produtores sobre a necessidade do monitoramento da praga e de adotar, efetivamente, as medidas no combate às moscas-das-frutas, a exemplo da realização periódica de podas de aeração, manutenção da área da propriedade limpa, sem a presença de frutos caídos no solo e colheita de frutos em estágio avançado de maturação, com posterior destruição; medidas de exclusão, evitando o plantio ou manutenção de plantas hospedeiras desses insetos próximos às áreas de produção comercial de frutas; controle químico com produto a base de espinosina, controle biológico com parasitoides e autocida, com a técnica do inseto estéril.

Baixe aqui o material da Campanha de Controle Populacional da Mosca-das-frutas de 2015

Coordenadora:
Rita de  Cassia  de Oliveira
Tel: 3116-8435

Panfleto

Recomendar esta página via e-mail: