• Geolocalização de Propriedades
  • CORONA VÍRUS

Programa Educativo Sanitário


Programa de Educação Sanitária


A ADAB desenvolve um programa de educação sanitária cujo objetivo é promover mudanças de paradigmas e adoção de novas condutas, no segmento defesa agropecuária, por meio de um processo ativo e contínuo, visando melhorar as condições diretas e indiretas do indivíduo, de sua família, da comunidade e do meio ambiente, elevando o padrão Zoofitosanitário do Estado da Bahia.

Para alcançar esse objetivo, a Agência criou a Coordenação de Educação Sanitária na Sede Central para desenvolver, executar, acompanhar e avaliar atividades e projetos educativos desenvolvidos pela ADAB.

 

ADAB na Escola: formando jovens sanitaristas (LINK PARA O MANUAL DO ALUNO)


A ADAB implantou o projeto educativo nas escolas, com o objetivo de produzir junto às gerações futuras, mudanças de comportamento em relação à saúde agropecuária, criando novos agentes de mudança no seio das famílias, da comunidade escolar,  e assim, envolvendo e engajando a sociedade na política de defesa agropecuária.

Os temas relacionados à saúde animal e vegetal são inseridos no ambiente escolar do Ensino Fundamental I dentro do marco da interdisciplinaridade, com  conteúdos e atividades didáticas, dentro e fora das escolas.

 

O principal tema abordado na fase inicial do Projeto foi a erradicação e prevenção da Febre Aftosa no País, doença de maior impacto social e econômico no mundo, causada por um vírus que acomete os bovinos, bubalinos, caprinos, ovinos e suínos. Com os avanços alcançados contra a Febre Aftosa, outras doenças foram sendo incorporadas ao Projeto, com destaque para aquelas que oferecem graves riscos à saúde pública, como a Raiva dos Herbívoros, a Brucelose e a Tuberculose Bovina.

 

Mas o Projeto ADAB na Escola aborda também a prevenção e o controle de pragas dos vegetais que ameaçam a agricultura baiana, e o uso correto e seguro de agrotóxicos, medidas de grande importância social, econômica e ambiental. Além disso, a inserção de conteúdos relativos a inspeção de produtos agropecuários, busca incrementar o consumo de produtos inspecionados, melhorando assim a segurança alimentar.

 

 

Entre os anos de 2012 a 2020, já foram capacitados 1.026 professores distribuídos em 455 Escolas Municipais e formados 18.475 alunos jovens sanitaristas, em 39 municípios baianos.



 

Recomendar esta página via e-mail: