• Hemoba Prodeb
  • Febre Aftosa

Noticias

06/04/2019 19:06

Decreto autônomo é publicado e ADAB avança no projeto de modernização

Pensar, planejar e executar. Um projeto moderno e arrojado. Construído com muito mais que quatro mãos. Construído por aqueles que pensam e vivem a defesa agropecuária. E isso tem se tornado cada vez mais realidade. Nesse sábado (06) um novo capítulo dessa história é construído. O Governador, Rui Costa, publicou o Decreto Nº 19.004, de 05 de abril de 2019. O decreto autônomo trata da modificação da estrutura básica da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) e a composição do Conselho de Defesa Agropecuária (CONAGRO). Para acessar o decreto na integra, basta clicar nesse link.

 

Dentre os principais avanços, as Gerências Territoriais de Defesa Sanitária e Inspeção Animal, Defesa Sanitária e Inspeção Vegetal e Administrativa; a criação das Coordenações de Vigilância Epidemiológica, Administrativa e Financeira, e a Coordenação de Controle Interno; Além da nova formatação do Conselho Estadual de Defesa Agropecuária – CONAGRO. Para o Diretor-geral da ADAB, Bruno Almeida, a agência vai ampliar os serviços de defesa passando de 15 unidades regionais para 27 unidades nos Territórios de Identidade, seguindo a política administrativa do Estado. 

 

“Gostaria de agradecer ao Governador, Rui Costa, pela publicação que modifica a estrutura da nossa agência e ao Secretário, Lucas Costa, (SEAGRI). Esse decreto é uma conquista, porque faz parte de um projeto de modernização que foi planejado. E além disso, é uma atualização da nossa legislação, temos outros decretos regulamentadores das áreas técnicas que estão em estágio avançando de discussão com a Procuradoria Geral do Estado (PGE). Agora vamos ter uma fase de transição até a territorialização do serviço”.

a

 

Ainda segundo o diretor-geral, essa transição terá como base de apoio um trabalho elaborado por técnicos da agência. “Essa semana recebemos da Comissão de Territorialização um relatório com o diagnóstico das necessidades. Queria agradecer a comissão, o relatório já foi encaminhado para todas as diretorias técnicas, a Assessoria de Planejamento (APE) e a Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica. Após essa análise, vamos sentar e fazer uma avaliação conjunta validando os pontos factíveis e debatendo os pontos críticos”, concluiu.

 

No âmbito dos respectivos territórios de identidade, as Gerências Territoriais serão sediadas no mesmo município e exercerão as suas atividades de forma integrada. As atividades das Gerências Territoriais Administrativas serão exercidas sob a supervisão da Coordenação Administrativa e Financeira.

Fonte: ASCOM - ADAB

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.